Blog do Rafa
Novo modelo entrando no ar

E como eu havia prometido, estou migrando postagens e estou me mudando da Uol para o Blogger. Foi complicado escolher a plataforma, mas finalmente consegui. Acho que no fundo o pior mesmo nem foi a plataforma e sim o template, pois eu havia escolhido uns 10 e como fazer para escolher um entre todos?

Bom, ocorreu que eu consegui escolher e vale lembrar que ele não está totalmente pronto para eu redirecionar este, mas quem desejar comentar e ver como ele está , já é possível fazer visitas e comentarios. 

Blog do Rafa - Novo modelo







Só estava dormindo e me atrasei

IMAGEM: Rafaeu Faria

Caramba, acho que tirei férias demais daqui. Não querem que acreditem nessas mentiras que o povo diz ‘O blog do Rafa morreu’, é que ele não morreu, foi eu que dormi muito. Acho que terei que falar com o amigo Peter e tomar algo para não crescer, mas não pretendo visitar a terra do nunca, acho que a terra de barro é mais legal.

Passei bem o Natal, depois o ano novo na casa nova de minha prima no mesmo bairro que moro. Tive que me dedicar mais a alguns livros como ‘punição’ por passar muito tempo na frente do Facebook e agora estou seriamente pensando em aprender a criar modelos diferentes de rocambole e até a fazer bolinhos de chuva, só pros meus pais ficarem mais felizes.
Como sabem, no post anterior eu falei que estava desanimado com a UOL e isso também tem a ver com o fato deu estar parado e sem postar aqui no Blog do Rafa. Resolvi criar alguns textos e mandar para outros sites que tem um sistema de postagem melhor que a Uol. Cansei de tentar defende-la em redes sociais e sempre que eu faço uma busca, há centenas de posts que aparecem nas buscas muito antes do meu e isso é muito ruim.

Quero informar que tomei a decisão de efetivamente mudar de plataforma para continuar blogando. O Blog do Rafa em breve será em outro endereço e quem sabe com um domínio próprio, o que acham? É como se eu mudasse de escrever em uma revistinha regional para um verdadeiro livro com alcance global. Pode parecer estranho mas os grandes blogs que conheço hoje não usam a Uol a não ser que sejam artistas e tem uma infraestrutura diferenciada.

Ânimo para continuar blogando eu tenho e só me falta a grana plataforma certa rsrsrsrs.
Para o acompanhamento dos leitores do blog:

 

  • Escolha e manutenção do novo blog [FEITO]
  • Migração de postagens e comentários [Em processo]
  • Blog pronto para visitantes
  • Redirecionamento deste para o novo modelo

Hoje o autor deste humilde blog foi entrevistado pelo portal RIUS e o convido para prestigiar essa entrevista on-line

 







Uma namorada na trave

FOTO by Flickr - Blog do Rafa

Para você que pensou ‘a Pamela matou o Rafa’ fique calmo ou calma: Nada disso ocorreu. Acho que a Pamela nem lê meu blog e poucos amigos da escola leem.
As doze horas tinham se passado e eu devia uma resposta para a Tais (que daria a resposta para a Pamela) e adivinhem minha resposta foi não. Não tinha interesse nenhum na Pamela. Ela é a menina meio nerd e simpática que não faz questão de novos amigos, mas de cativar os que já tem e tem muitas espinhas, mas parece que tem potencial como pessoa. Sei que não posso colocar muitas coisas físicas como o motivo do meu não (não ficar com ela) mas meus sentimentos não são de amor para ela, então estou jogando limpo e sei que esse não vai me ajudar a criar forças para lutar por quem tem meu sim nesta escola.
Aproveitei os outros dias da semana até hoje para conhecer melhor a Pamela e de uma forma indireta pedir desculpas por não ter falado sim e fazer ela se sentir uma pessoa amada. Digo isso pois a pior parte da vida é quando você pensa que ninguém te ama só porque ouviu um não de algum paquera ou coisa do tipo. Ela é realmente uma boa pessoa e se depois desses 3 meses ela refizesse o pedido eu até aceitaria, mas o sentimento de amor está da mesma forma, mas faria isso porque descobri o quão legal e amigável ela é (e dizem que o amor nasce aos poucos, quando ele não é visto no primeiro olhar).
Não tirei notas vermelhas nas ultimas audiências ou famosas reuniões rsrsr e já sinto o gostinho de férias chegando.

Do mais, a Carla do blog Simples como Pão me ofereceu um selo com brincadeira hahá.


Quem recebe o selo deve revelar 7 coisas sobre si e repassar o selo para outras 15 pessoas, mas creio que muitos amigos da Uol tenham se afastado tanto quanto eu aqui no blog e será difícil encontrar as 15 pessoas. Minhas desculpas antecipadas Carla =/


1-Gosto de música Clássica e desejo um dia visitar teatros com orquestras tocando ao vivo e me sentir na Europa (pois é de lá essa influência).
2-Gosto muito de tecnologia e informática e não consigo passar muito tempo sem um computador com conexão a internet, mas desejo muito uma casa afastada da cidade, num sítio quem sabe.
3-Não assisto TV a pelo menos 3 anos.
4-Gosto muito de doces sendo o principal, rocambole.
5-Gosto de ‘filosofia’ e ‘psicologia’ apesar de não saber muito sobre isso.
6-Este ano me interessei mais sobre política.
7-Gosto de animais e não gosto de pessoas adoradoras de animais pois sempre os colocam em um pedestal maior do que a família ou outros humanos. Acho que gostar de animais de estimação é uma coisa, passar a adorar e permitir que eles vivam melhor que nós é algo que não gosto.

E é isso. EU realmente estou desanimado com a UOL e não estou com muito tempo para criar o Blog do Rafa em outra plataforma =( Me desculpem

 







Sem namorada ¬¬ II

 

Blog do Rafa - Sem namorada ¬¬Sei que demorei a escrever... Então continuando o que eu estava escrevendo: Recebi uma carta da Tais. Aqui na escola há várias pessoas com o mesmo nome e só agora eu notei que há mais de um Rafael na escola, só não sei se o nome dele é simples igual ao meu. Na minha sala também tem uma Tais só que o nome dela é com H depois do T e esta aqui eu não sei, mas a carta diz que existe alguém interessado em minha pessoa. 

Uma pessoa que não é a Tais e usa na assinatura uma letra P usou uma tática interessante. No dia dos namorados ela resolve me entregar uma carta com palavras legais e eu tenho que encontrar quem ela é, em dois dias, antes que a menina resolva não mais gostar de mim. Acho que é um bom jogo e como não envolve morte, nem mesmo outros meninos, lá vou eu e como muitas vezes leio na web: Desafio aceito!

Minha demora para escrever também partiu desse jogo. No dia 12 que foi depois deu ter recebido a carta eu não fazia a mínima ideia de quem poderia ser a pessoa. Fiz uma pré-seleção de quem poderia ser pela chamada que vi com muita conversa na aula de matemática onde a Tais estivesse lá. Cheguei a duas pessoas: Pamela e Paloma.

No dia 13 fique olhando intervalo inteiro a Tais, até saber quem poderia ser a pessoa esperada. Após o intervalo, quase da mesma forma como ela me entregou a carta, eu a cutuquei e joguei limpo: ‘Qual das duas pessoas: Pamela ou Paloma?’. Ela ficou sem saber o que dizer e me pareceu legal descobrir quem estava por traz disso tudo. Tais deu uma risada e sem saber se contava quem era ou não, começou a falar divagar tentando encontrar a pessoa ao fundo (direção contrária à minha) para receber o OK dela via olhar e falar qual das duas. Acho que isso deu certo, pois quando eu ia perguntar mais alguma coisa, ela me falou bem baixinho: ‘...é a Pamela. Aqui ali ó.’

As borboletas tinham virado gaviões e eu disfarcei olhando para traz e vendo a Pamela. Não é magra, usa o mesmo uniforme que eu, tem um cabelo grande e típico de menina em cores castanhas e parece ser bem feliz. Um novo sentimento me encheu e eu consegui dizer para a Tais pedir o resto do dia para eu pensar se sim ou se não (ficar ou não com ela). Consegui, tenho 12 horas para pensar se sim ou se não.

Infelizmente a parte mais legal ficará para as próximas linhas. Outro motivo em demorar a atualizar aqui é uma mudança que quero fazer do Blog do Rafa e assuntos pessoais. Mês de festa junina é sempre muito corrido, muitas festas principalmente em família. 

FOTO: Flickr

 







Sem namorada ¬¬

Não que eu não tenha notado, mas sei que muitas pessoas na escola andam pedindo um namorado ou namorada nova. A vantagem de não estar em faculdade é que podemos ser mais ‘crianças’ sem parecer tão criança se é que você me entende (fiquei sabendo que na faculdade, muitas atitudes são abolidas).

Como eu não estou namorando, não quero ficar correndo atrás de ninguém só pra eu não ser visto como um eterno solitário. Prefiro ficar na minha e quem sabe praticar uma boa ação, quem sabe né? Pensando assim cá estou eu, na sala de aula escrevendo um pouco pra que muitos leiam e devo dizer que nesses dias de chuva não consegui fazer nada de produtivo, nem mesmo ligar para os amigos e pensar em algo legal para essa semana, mas tudo bem sei que o Cesar e o Pedro sempre têm coisas ‘interessantes’ a dizer, afinal eles moram perto da escola.

A parte mais chata da véspera do dia dos namorados é sem dúvida o intervalo. Vinte minutos que em um dia chuvoso, a escola parece ser um formigueiro com 70% das meninas sendo xavecadas direta ou indiretamente por mais de um menino e você só tem um local pra ficar longe disso: a cantina. Posso dizer que a cantina é um bom lugar, apesar de que ainda na cantina há meninos pagando lanche para as meninas na triste sensação de que essa semana vai ser boa (uns beijos quem sabe), mas o ambiente é mais agradável. Estou andando tanto hoje que nem sei se vou conseguir não estar cansado quando entrar na sala de aula. Muito chato ver seus amigos falando sobre coisas fúteis que não faz nenhum sentido na sua vida, então por isso estou aqui andando e falando com quem eu conheço (além do Cesar e do Pedro).

O sinal indicando o fim do intervalo acontece revelando mais cinco minutos de tumulto antes de todos os alunos se acomodarem em suas salas. Não era assim antes da sétima série, mas vejo que isso só piora conforme mudamos de série. 

Enfim, cá estou eu olhando alguns bobos falando trechos de funk pra chamar a atenção, outras meninas olhando no minúsculo espelho da maquiagem para mostrar o quanto são belas com seus cabelos modificados e alguém me tocou nas costas (cutucão), eu já volto a escrever, vai parecer estranho eu falando e escrevendo ao mesmo tempo.

 

PS: Recebi uma carta







[ Página principal ] [contato] Atribuição